string(65) "

Artigos

Jovens participam do Torneio de Robótica no Sesiclube

Os jovens estudantes que integram as equipes que disputam o Torneio Regional de Robótica FLL estão no ginásio do Sesiclube, onde participam das competições que ocorrem nesta sexta-feira (9) e sábado (10). No local, estão 25 equipes, formadas por trezentos alunos do ensino fundamental de escolas do Rio Grande do Norte, Pernambuco, Paraíba, Ceará e Distrito Federal. Nos dois dias, elas apresentam, nas mesas da competição, seus projetos com o tema da temporada: Animal Allies (aliados dos animais).

A abertura oficial do Torneio de Robótica foi nesta sexta-feira pela manhã (09), com a presença da vice-presidente do FIERN, Conceição Tavares, do superintendente regional do SESI-RN, Juliano Martins; do diretor de operações, Gontran Costa; da superintendente regional do IEL, Maria Angélica; gestores e coordenadores do evento. A diretora Conceição Tavares destacou a importância do Torneio para a formação dos jovens.

“O SESI promove esse evento que contribui para que esses alunos despertem o interesse pela ciência e pela tecnologia. Trata-se de uma competição empolgante com muita animação e, ao mesmo tempo, incentivo ao conhecimento, que integra os estudante”, disse.

Juliano Martins agradeceu a participação das equipes. Ele lembrou também o papel relevante dos pais que incentivam e acompanham os alunos. O superintendente do SESI reafirmou o empenho dos colaboradores do SESI para a realização do torneio.

Nos dois dias de competição, são 25 equipes, sendo 6 de escolas particulares, 6 de escolas públicas, 1 equipe de garagem e 12 equipes do SESI. Cada uma apresentará um projeto diferente, abordando desde a superpopulação de animais de rua, passando pelo custo de próteses para animais, maus tratos, uso de animais como cobaias até como animais podem ajudar no tratamento da depressão.

Os resultados levantados pelas equipes se transformam no projeto de pesquisa que será apresentado e avaliado durante os dois dias da competição. Além do projeto, as equipes também serão avaliadas em três categorias: Design de robô, onde a equipe planeja, projeta e constrói o robô com peças LEGO; Core Values, onde são avaliados valores como trabalho em equipe e espírito colaborativo entre os participantes do grupo e o Desafio do Robô, quando os robôs autônomos cumprem missões na mesa da competição em partidas de 2 minutos e 30 segundos.

As etapas regionais do Torneio de Robótica vão acontecer em 11 cidades das cinco regiões do país, envolvendo cerca de 4.200 participantes. Os classificados de cada região vão disputar a etapa nacional, prevista para acontecer em março de 2017, em Brasília.


Conheça as equipes e seus projetos do Torneio/Região Nordeste e Distrito Federal:

 

ALBATROID (DF)
Projeto: Controle das informações sobre colmeias nos apiários

ANDERLAYNE (RN)
Projeto: Diminuir o estresse na criação de galinhas poedeiras

APOIOBOT (PE)
Projeto: Conhecer e evitar a extinção das abelhas

BEM 10 (RN)
Projeto: Como evitar os maus tratos aos touros

BODEBILDER (RN)
Projeto: Alto custo das próteses para cachorros

BREAKING BRICKS (RN)
Projeto: Como conseguir um lar para os gatos abandonados no Parque da Cidade

CRIADORES DE GIGANTES (PB)
Projeto: Como estabelecer relações harmônicas entre aves e homens nos centros urbanos da Grande João Pessoa

FLOCABOT (RN)
Projeto: -

FUGEMA (RN)
Projeto: A superpopulação de gatos em Macau

GENESYS (RN)
Projeto: Como detectar infecções e evitar agravamento de doenças em equinos de forma prática e de fácil manuseio?

GRASS (RN)
Projeto: É possível produzir um pesticida natural que não causa malefícios às abelhas ou à natureza sendo, ainda, eficaz na eliminação de pragas nos cultivos agrícolas?

LEGOWORK BETA (RN)
Projeto: Criar uma forma eficaz de diminuir os acidentes causados por animais Equinos(Burros, Jumentos, Cavalos) soltos em rodovias, estradas e ruas.

MAGNIS INGENIIS (RN)
Projeto: Como proteger os animais de altas temperaturas, sons elevado, doenças respiratórias e contágio de doenças?

MINIONSTORMS (RN)
Projeto: Será possível criar um dispositivo capaz de interagir e brincar com o animal utilizando materiais de baixo custo?

Os Destemidos (PB)
Projeto: incentivar as pessoas a pensar e agir em relação à ajuda dos cães abandonados

ROBOEDUCRAMA (RN)
Projeto: Degradação do habitat dos animais.

ROBORHEAD (CE)
Projeto: Como os seres humanos e animais e a tecnologia podem interagir de forma harmoniosa?


SÃO JOSÉ (RN)
Projeto: Como é possível limpar todos os dias o local de criação de bodes com eficiência e baixo custo?

SEVEN STRANGERS (RN)
Projeto: Porque cientistas ainda usufruem de procedimentos com animais em pesquisas, ao invés de buscarem outras estratégias com a mesma finalidade.

SOUCEI (RN)
Projeto: O que podemos fazer para preservar o habitat dos calangos ou lagartos?

STORMTROOPERS (RN)
Projeto: Extinção e retirada inadequada do mel das abelhas Jandaíras.

TEB'S (RN)
Projeto: Como ajudar cães e gatos no tratamento do diabetes e hipotireoidismo, por meio de uma coleira, visando à praticidade e acessibilidade?

TOPGEAR (RN)
Projeto: Maus tratos dos animais utilizados em caroças

TRINITY FORCE (RN)
Projeto: Como aumentar a qualidade de vida dos animais domésticos em casos de paralisia nos membros traseiros

TROOPER BOTS (RN)
Projeto: Como ajudar pessoas no tratamento dos sintomas de depressão

"

FIERN | SESI | SENAI | IEL

Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Korean Russian Spanish

Artigos

Jovens participam do Torneio de Robótica no Sesiclube

Os jovens estudantes que integram as equipes que disputam o Torneio Regional de Robótica FLL estão no ginásio do Sesiclube, onde participam das competições que ocorrem nesta sexta-feira (9) e sábado (10). No local, estão 25 equipes, formadas por trezentos alunos do ensino fundamental de escolas do Rio Grande do Norte, Pernambuco, Paraíba, Ceará e Distrito Federal. Nos dois dias, elas apresentam, nas mesas da competição, seus projetos com o tema da temporada: Animal Allies (aliados dos animais).

A abertura oficial do Torneio de Robótica foi nesta sexta-feira pela manhã (09), com a presença da vice-presidente do FIERN, Conceição Tavares, do superintendente regional do SESI-RN, Juliano Martins; do diretor de operações, Gontran Costa; da superintendente regional do IEL, Maria Angélica; gestores e coordenadores do evento. A diretora Conceição Tavares destacou a importância do Torneio para a formação dos jovens.

“O SESI promove esse evento que contribui para que esses alunos despertem o interesse pela ciência e pela tecnologia. Trata-se de uma competição empolgante com muita animação e, ao mesmo tempo, incentivo ao conhecimento, que integra os estudante”, disse.

Juliano Martins agradeceu a participação das equipes. Ele lembrou também o papel relevante dos pais que incentivam e acompanham os alunos. O superintendente do SESI reafirmou o empenho dos colaboradores do SESI para a realização do torneio.

Nos dois dias de competição, são 25 equipes, sendo 6 de escolas particulares, 6 de escolas públicas, 1 equipe de garagem e 12 equipes do SESI. Cada uma apresentará um projeto diferente, abordando desde a superpopulação de animais de rua, passando pelo custo de próteses para animais, maus tratos, uso de animais como cobaias até como animais podem ajudar no tratamento da depressão.

Os resultados levantados pelas equipes se transformam no projeto de pesquisa que será apresentado e avaliado durante os dois dias da competição. Além do projeto, as equipes também serão avaliadas em três categorias: Design de robô, onde a equipe planeja, projeta e constrói o robô com peças LEGO; Core Values, onde são avaliados valores como trabalho em equipe e espírito colaborativo entre os participantes do grupo e o Desafio do Robô, quando os robôs autônomos cumprem missões na mesa da competição em partidas de 2 minutos e 30 segundos.

As etapas regionais do Torneio de Robótica vão acontecer em 11 cidades das cinco regiões do país, envolvendo cerca de 4.200 participantes. Os classificados de cada região vão disputar a etapa nacional, prevista para acontecer em março de 2017, em Brasília.


Conheça as equipes e seus projetos do Torneio/Região Nordeste e Distrito Federal:

 

ALBATROID (DF)
Projeto: Controle das informações sobre colmeias nos apiários

ANDERLAYNE (RN)
Projeto: Diminuir o estresse na criação de galinhas poedeiras

APOIOBOT (PE)
Projeto: Conhecer e evitar a extinção das abelhas

BEM 10 (RN)
Projeto: Como evitar os maus tratos aos touros

BODEBILDER (RN)
Projeto: Alto custo das próteses para cachorros

BREAKING BRICKS (RN)
Projeto: Como conseguir um lar para os gatos abandonados no Parque da Cidade

CRIADORES DE GIGANTES (PB)
Projeto: Como estabelecer relações harmônicas entre aves e homens nos centros urbanos da Grande João Pessoa

FLOCABOT (RN)
Projeto: -

FUGEMA (RN)
Projeto: A superpopulação de gatos em Macau

GENESYS (RN)
Projeto: Como detectar infecções e evitar agravamento de doenças em equinos de forma prática e de fácil manuseio?

GRASS (RN)
Projeto: É possível produzir um pesticida natural que não causa malefícios às abelhas ou à natureza sendo, ainda, eficaz na eliminação de pragas nos cultivos agrícolas?

LEGOWORK BETA (RN)
Projeto: Criar uma forma eficaz de diminuir os acidentes causados por animais Equinos(Burros, Jumentos, Cavalos) soltos em rodovias, estradas e ruas.

MAGNIS INGENIIS (RN)
Projeto: Como proteger os animais de altas temperaturas, sons elevado, doenças respiratórias e contágio de doenças?

MINIONSTORMS (RN)
Projeto: Será possível criar um dispositivo capaz de interagir e brincar com o animal utilizando materiais de baixo custo?

Os Destemidos (PB)
Projeto: incentivar as pessoas a pensar e agir em relação à ajuda dos cães abandonados

ROBOEDUCRAMA (RN)
Projeto: Degradação do habitat dos animais.

ROBORHEAD (CE)
Projeto: Como os seres humanos e animais e a tecnologia podem interagir de forma harmoniosa?


SÃO JOSÉ (RN)
Projeto: Como é possível limpar todos os dias o local de criação de bodes com eficiência e baixo custo?

SEVEN STRANGERS (RN)
Projeto: Porque cientistas ainda usufruem de procedimentos com animais em pesquisas, ao invés de buscarem outras estratégias com a mesma finalidade.

SOUCEI (RN)
Projeto: O que podemos fazer para preservar o habitat dos calangos ou lagartos?

STORMTROOPERS (RN)
Projeto: Extinção e retirada inadequada do mel das abelhas Jandaíras.

TEB'S (RN)
Projeto: Como ajudar cães e gatos no tratamento do diabetes e hipotireoidismo, por meio de uma coleira, visando à praticidade e acessibilidade?

TOPGEAR (RN)
Projeto: Maus tratos dos animais utilizados em caroças

TRINITY FORCE (RN)
Projeto: Como aumentar a qualidade de vida dos animais domésticos em casos de paralisia nos membros traseiros

TROOPER BOTS (RN)
Projeto: Como ajudar pessoas no tratamento dos sintomas de depressão