string(65) "

Exposição do Acervo de Artes da FIERN, dia 19 de maio, abre Semana da Indústria

A exposição de um dos mais representativos acervos de artes plásticas do Rio Grande do Norte, o Acervo de Artes do Sistema FIERN, abre no dia 19, no Solar Bela Vista, a Semana da Indústria, que será realizada de 19 a 27 de maio. As obras que enobrecem salas, corredores e paredes dos oito andares da Casa da Indústria estarão reunidas no Solar Bela Vista. O evento acontece a partir das 19h com a publicação do catálogo “Acervo de Artes do Sistema FIERN”. Entrada gratuita.

Para o presidente do Sistema FIERN, Amaro Sales de Araújo, cuidar da cultura também é preservar a memória, a identidade e reforçar a autoestima do norte-rio-grandense. “Apoiamos e incentivamos a cultura porque reconhecemos nela o poder transformador equivalente ao da educação, além de gerador de emprego e renda. Ademais, a cultura fomenta o turismo que, por sua vez, estimula a indústria a produzir mais. É um ciclo virtuoso que se estabelece”, enfatiza Amaro Sales.

A coleção começou a ser montada em 1988, com a inauguração da Casa da Indústria, e desde então vem crescendo com o apoio de todos os presidentes da FIERN. São trabalhos de autores consagrados, inclusive com atuações culturais que extrapolam as artes plásticas, como Dorian Gray Caldas, também poeta, escultor, tapeceiro e crítico, e Newton Navarro, poeta, cronista e contista. Os dois, juntos com Ivon Rodrigues, montaram em 1950, em Natal, o “Salão de Arte Moderna" - um marco da inserção do RN no movimento modernista, no âmbito das artes plásticas.

A publicação do novo catálogo com registros atualizados, após 14 anos da primeira publicação, explica a curadora Ângela Almeida, confirma o acervo de artes da FIERN como documento estético vivo e dinâmico como também a representatividade da produção artística mais relevante do Estado. “Um acervo de tamanha amplitude traz também a formação de um imaginário visual sobre a cidade do Natal, que sinaliza uma identidade”, afirma a curadora.

A mostra conta com obras como os nanquins aquarelados "Vaqueiros" e o "Pescador", de Newton Navarro, "Engenho", de Thomé Filgueira, duas telas do "Algodoal" de Assis Marinho, o mar e as marinhas de Doryan Gray e o painel de parede vidrado "Cajus, Floral", do ilustre pernambucano Francisco Brennand – único artista de fora do RN. Além de Carlos Sérgio, Vicente Vitoriano, César Revorêdo, Carlos José, Madé Wainer, Ambrósio Códula, entre outros nomes.

Esta é a terceira exposição do acervo e está agrupada por temas como representação humana; paisagem e natureza; cidades e indústria; abstração e imaginário; mitos, religiosidade e imagens sacras; e a categoria fotografia documental.

Outras duas mostras foram organizadas em 2003 e 2013, como parte das comemorações pelos 50 e 60 anos da FIERN, respectivamente. Em 2003, a publicação do livro "Artes plásticas - Acervo FIERN 50 Anos", contou com textos do marchand Antônio Marques e de Dorian Gray, sob a curadoria de Marques.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DA SEMANA DA INDÚSTRIA:
http://www.fiern.org.br/index.php/semana-da-industria

"

FIERN | SESI | SENAI | IEL

Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Korean Russian Spanish

Notícias - FIERN

Exposição do Acervo de Artes da FIERN, dia 19 de maio, abre Semana da Indústria

A exposição de um dos mais representativos acervos de artes plásticas do Rio Grande do Norte, o Acervo de Artes do Sistema FIERN, abre no dia 19, no Solar Bela Vista, a Semana da Indústria, que será realizada de 19 a 27 de maio. As obras que enobrecem salas, corredores e paredes dos oito andares da Casa da Indústria estarão reunidas no Solar Bela Vista. O evento acontece a partir das 19h com a publicação do catálogo “Acervo de Artes do Sistema FIERN”. Entrada gratuita.

Para o presidente do Sistema FIERN, Amaro Sales de Araújo, cuidar da cultura também é preservar a memória, a identidade e reforçar a autoestima do norte-rio-grandense. “Apoiamos e incentivamos a cultura porque reconhecemos nela o poder transformador equivalente ao da educação, além de gerador de emprego e renda. Ademais, a cultura fomenta o turismo que, por sua vez, estimula a indústria a produzir mais. É um ciclo virtuoso que se estabelece”, enfatiza Amaro Sales.

A coleção começou a ser montada em 1988, com a inauguração da Casa da Indústria, e desde então vem crescendo com o apoio de todos os presidentes da FIERN. São trabalhos de autores consagrados, inclusive com atuações culturais que extrapolam as artes plásticas, como Dorian Gray Caldas, também poeta, escultor, tapeceiro e crítico, e Newton Navarro, poeta, cronista e contista. Os dois, juntos com Ivon Rodrigues, montaram em 1950, em Natal, o “Salão de Arte Moderna" - um marco da inserção do RN no movimento modernista, no âmbito das artes plásticas.

A publicação do novo catálogo com registros atualizados, após 14 anos da primeira publicação, explica a curadora Ângela Almeida, confirma o acervo de artes da FIERN como documento estético vivo e dinâmico como também a representatividade da produção artística mais relevante do Estado. “Um acervo de tamanha amplitude traz também a formação de um imaginário visual sobre a cidade do Natal, que sinaliza uma identidade”, afirma a curadora.

A mostra conta com obras como os nanquins aquarelados "Vaqueiros" e o "Pescador", de Newton Navarro, "Engenho", de Thomé Filgueira, duas telas do "Algodoal" de Assis Marinho, o mar e as marinhas de Doryan Gray e o painel de parede vidrado "Cajus, Floral", do ilustre pernambucano Francisco Brennand – único artista de fora do RN. Além de Carlos Sérgio, Vicente Vitoriano, César Revorêdo, Carlos José, Madé Wainer, Ambrósio Códula, entre outros nomes.

Esta é a terceira exposição do acervo e está agrupada por temas como representação humana; paisagem e natureza; cidades e indústria; abstração e imaginário; mitos, religiosidade e imagens sacras; e a categoria fotografia documental.

Outras duas mostras foram organizadas em 2003 e 2013, como parte das comemorações pelos 50 e 60 anos da FIERN, respectivamente. Em 2003, a publicação do livro "Artes plásticas - Acervo FIERN 50 Anos", contou com textos do marchand Antônio Marques e de Dorian Gray, sob a curadoria de Marques.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DA SEMANA DA INDÚSTRIA:
http://www.fiern.org.br/index.php/semana-da-industria

Prev Next