string(65) "

Indústria do Conhecimento (SESI/Rocas) sedia a 6ª Semana do Cérebro

O Instituto do Cérebro (ICe) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) promove de 13 a 17 de março, a 6ª Semana do Cérebro, com oficinas e palestras nos municípios de Natal e Lagoa de Pedras. Com a temática “Cérebros estudando cérebros”, as atividades são gratuitas e voltadas para todas as idades.

Nesta terça-feira (14), as oficinas aconteceram na Indústria do Conhecimento, Biblioteca Virgílio Urbano de Araújo, do SESI-RN, localizada no bairro das Rocas em Natal/RN, das 9h às 16h, sobre “Sentidos”, “Neuroanatomia” e “Drogas”, além de uma palestra sobre Zika vírus e microcefalia, com o palestrante Eduardo Sequerra. A programação teve sequência às 17 horas no Instituto Metrópole Digital (IMD), com palestras e mesa redonda sobre “Inteligência artificial a partir do filme Ex-Machina”, com os professores Izabel Hazin (Departamento de Psicologia), Allan Martins (Departamento de Engenharia Elétrica), Sandro Souza (Instituto do Cérebro).

De acordo com a professora doutora Kerstin Erika Schmidt, vice-diretora do Instituto do Cérebro (Ice) da UFRN, a Semana do Cérebro tem como objetivo principal popularizar e aproximar a Neurociência da população, que embora interdisciplinar, é uma área de estudo relativamente recente. Segundo ela, essa aproximação acontece principalmente por duas vertentes: pelo próprio corpo do visitante, através de teste de visão, trabalhando com o corpo e os cinco sentidos; e através do estímulo provocado no aluno, com a apresentação de novos conhecimentos.

Para a vice-diretora do Ice, a Neurociência é bem divulgada no Brasil, muito embora isso acarrete demasiada expectativa na área. “Com grande divulgação, enxergam a Neurociência como a cura para todos os males, e não é assim. Ela não resolve os problemas da educação ou da economia, embora esteja diretamente relacionado a eles. É importante destacar o valor da pesquisa básica, vislumbrar cada descoberta como um detalhe de um grande mosaico”, disse. Kerstin Schmidt ainda observa que “uma coisa mal feita é uma coisa não feita; é necessário investir na pesquisa básica. O progresso é lento, mas necessário”.

Com atividades gratuitas abertas ao público, o evento recebeu a visita de diversas escolas do município de Natal. Para Victoria Silva, aluna do 4º ano da Escola São José, que visita pela primeira vez a Semana do Cérebro, o evento é “muito legal, uma experiência incrível”.

A professora Jeana Magalhães, diretora da Indústria do Conhecimento, destaca que eventos como a Semana do Cérebro “possibilitam aos alunos, neste caso os da zona leste de Natal, acesso a informações que eles não têm no cotidiano de aulas, ampliando seus conhecimentos”.

A 6ª Semana do Cérebro contou com o apoio da Equipe de Educação e Saúde do Distrito Sanitário Leste de Natal, que trabalha com a prevenção e promoção da saúde.

A ação em Natal faz parte do movimento mundial Brain Awareness Week (BAW), promovido pela Dana Foundation, que acontece toda segunda semana do mês de março, com o intuito de realizar uma campanha global para sensibilizar o público sobre a importância da pesquisa em Neurociências, além de divulgar estudos desenvolvidos pela Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento (SNEeC).

"

FIERN | SESI | SENAI | IEL

Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Japanese Korean Russian Spanish

Notícias - SESI

Indústria do Conhecimento (SESI/Rocas) sedia a 6ª Semana do Cérebro

O Instituto do Cérebro (ICe) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) promove de 13 a 17 de março, a 6ª Semana do Cérebro, com oficinas e palestras nos municípios de Natal e Lagoa de Pedras. Com a temática “Cérebros estudando cérebros”, as atividades são gratuitas e voltadas para todas as idades.

Nesta terça-feira (14), as oficinas aconteceram na Indústria do Conhecimento, Biblioteca Virgílio Urbano de Araújo, do SESI-RN, localizada no bairro das Rocas em Natal/RN, das 9h às 16h, sobre “Sentidos”, “Neuroanatomia” e “Drogas”, além de uma palestra sobre Zika vírus e microcefalia, com o palestrante Eduardo Sequerra. A programação teve sequência às 17 horas no Instituto Metrópole Digital (IMD), com palestras e mesa redonda sobre “Inteligência artificial a partir do filme Ex-Machina”, com os professores Izabel Hazin (Departamento de Psicologia), Allan Martins (Departamento de Engenharia Elétrica), Sandro Souza (Instituto do Cérebro).

De acordo com a professora doutora Kerstin Erika Schmidt, vice-diretora do Instituto do Cérebro (Ice) da UFRN, a Semana do Cérebro tem como objetivo principal popularizar e aproximar a Neurociência da população, que embora interdisciplinar, é uma área de estudo relativamente recente. Segundo ela, essa aproximação acontece principalmente por duas vertentes: pelo próprio corpo do visitante, através de teste de visão, trabalhando com o corpo e os cinco sentidos; e através do estímulo provocado no aluno, com a apresentação de novos conhecimentos.

Para a vice-diretora do Ice, a Neurociência é bem divulgada no Brasil, muito embora isso acarrete demasiada expectativa na área. “Com grande divulgação, enxergam a Neurociência como a cura para todos os males, e não é assim. Ela não resolve os problemas da educação ou da economia, embora esteja diretamente relacionado a eles. É importante destacar o valor da pesquisa básica, vislumbrar cada descoberta como um detalhe de um grande mosaico”, disse. Kerstin Schmidt ainda observa que “uma coisa mal feita é uma coisa não feita; é necessário investir na pesquisa básica. O progresso é lento, mas necessário”.

Com atividades gratuitas abertas ao público, o evento recebeu a visita de diversas escolas do município de Natal. Para Victoria Silva, aluna do 4º ano da Escola São José, que visita pela primeira vez a Semana do Cérebro, o evento é “muito legal, uma experiência incrível”.

A professora Jeana Magalhães, diretora da Indústria do Conhecimento, destaca que eventos como a Semana do Cérebro “possibilitam aos alunos, neste caso os da zona leste de Natal, acesso a informações que eles não têm no cotidiano de aulas, ampliando seus conhecimentos”.

A 6ª Semana do Cérebro contou com o apoio da Equipe de Educação e Saúde do Distrito Sanitário Leste de Natal, que trabalha com a prevenção e promoção da saúde.

A ação em Natal faz parte do movimento mundial Brain Awareness Week (BAW), promovido pela Dana Foundation, que acontece toda segunda semana do mês de março, com o intuito de realizar uma campanha global para sensibilizar o público sobre a importância da pesquisa em Neurociências, além de divulgar estudos desenvolvidos pela Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento (SNEeC).

Prev Next