Alunos do SESI-RN mantêm estudos a distância por meio de plataformas online

27/03/2020   16h20

 

 

Com as medidas de isolamento social que suspenderam as aulas devido ao novo coronavírus, o SESI-RN oferece uma plataforma online para que os alunos da rede SESI Escola mantenham o processo de aprendizagem mesmo de casa. O estudo a distância está disponível no portal SESI Educação, nas plataformas Geekie e Kaizala, com acesso restrito aos alunos da rede SESI. A iniciativa une educação e tecnologia e beneficia 842 alunos do Ensino Fundamental I, Fundamental II, Ensino Médio e Novo Ensino Médio da instituição, oferecendo de forma gratuita mais de 17 mil objetos de aprendizagem, entre livros, vídeos, infográficos, jogos, curiosidades e vídeos aulas. Os alunos podem acessar o portal pelo https://sesieducacao.com.br/publico/index.php

 

 

A plataforma de estudos online Geekie serve como reforço e complemento de assuntos já abordados em sala de aula e permite que o jovem manter a rotina de estudos, de qualquer lugar. A ferramenta funciona em dois ambientes, o Geekie Lab, com acesso aos conteúdos de todas as disciplinas do ensino médio, de acordo com a sua matriz curricular, videoaulas, exercícios e atividades para ampliar e aprofundar os conhecimentos em cada matéria. E o Geekie Test que reúne simulados nos formatos dos adotados pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

 

O Kaizala é uma ferramenta para comunicação de grandes grupos e gestão do trabalho. O aplicativo tem uma interface parecida com a de qualquer outro mensageiro da atualidade, como WhatsApp, Messenger ou Telegram, facilitando a implementação da ferramenta em uma empresa ou organização. E conta, ainda, com recursos especiais para incrementar a produtividade e a interação entre os participantes, como agendamento de tarefas e reuniões, treinamentos e questionários.  Todos os alunos do SESI/RN estão no aplicativo, assim como seus pais, professores e equipe técnica.

 

 

 

 

A gerente de educação do SESI/RN, Ana Karenine Medina, destaca a importância dessa iniciativa para o processo de aprendizagem dos alunos e explica que a prática não serve como reposição de aulas. “É a continuidade do aprendizado, mesmo que a distância, uma oportunidade para que conheçam as plataformas e realmente explorem, uma presença diária da escola nesse momento complicado. A realização das atividades através das ferramentas ajudará para que o aluno continue sua rotina, não fique parado, se qualifique e tenham a oportunidade de incluir a família nos estudos. São atividades de revisão e acompanhamento.”, disse.

 

 

A estudante do 2º ano do Ensino Médio do SESI São Gonçalo do Amarante Beatriz Max Lira Barbosa de Souza da Silva, de 16 anos, conta que tem sido proveitoso o uso das plataformas para manter os estudos. “Desde o primeiro dia de suspensão, os professores passaram a lista de atividades e treinamento, com isso, usando o Kaizala e o portal de educação do SESI, está sendo possível revisar o conteúdo dado no primeiro bimestre, além das atividades enviadas. Não dá para ficar parada”, disse Beatriz, que se mostrou também preocupada com a incerteza do prazo para retorno as aulas, devido o coronavírus.

 

 

As aulas serão repostas presencialmente em calendário que será divulgado quando as aulas forem retomadas.

 

 

Por Sara Vasconcelos, jornalista Unicom/FIERN