Atividade da construção potiguar modera queda em fevereiro

25/03/2021   12h27

 

 

A Sondagem Indústria da Construção, elaborada pela FIERN em parceria com a CNI/CBIC, aponta que, na avaliação dos empresários, no mês de fevereiro de 2021, a atividade do setor se manteve em queda, embora mais moderada do que no levantamento anterior. Entretanto, o setor continua operando abaixo do padrão usual para o período, tendência que se repete ininterruptamente desde fevereiro de 2013. Acompanhando o desempenho negativo da atividade, o número de empregados também caiu, mantendo o movimento de baixa que vem sendo observado desde novembro de 2020. A Utilização da Capacidade Operacional (UCO) registrou 42% em fevereiro de 2021 (contra 41% da Sondagem de janeiro). Com esse resultado, o indicador encontra-se 4 pontos percentuais acima do valor observado em fevereiro de 2020 (38%), mas 3 pontos abaixo de sua média histórica atualmente em 49%.

 

Em março de 2021, ainda que continuem otimistas, os empresários da Construção potiguar reviram suas expectativas para baixo. O aumento da incerteza e do risco de endurecimento das medidas de isolamento social reduziram o otimismo com relação ao nível de atividade, à contratação/execução de novos empreendimentos e ao número de empregados para os próximos seis meses. No que diz respeito às compras de insumos, as perspectivas são de estabilidade. O índice de intenção de investimento, por sua vez, recuou 3,7 pontos, passando de 45,1 para 41,4 pontos. Ressalte-se que, apesar do recuo, o indicador alcançou o maior valor para um mês de março desde 2014 (45,9 pontos); e ainda é superior à sua média histórica, hoje em 31,5 pontos.

 

Comparando-se os indicadores avaliados pela Sondagem Indústria da Construção potiguar com os resultados nacionais divulgados em 24/03 pela CNI, observa-se que, de um modo geral, as avaliações convergiram, com a diferença de que na indústria nacional, as expectativas continuam otimistas com relação às compras de insumos nos próximos seis meses; enquanto os empresários potiguares preveem estabilidade.

 

Os resultados da Sondagem Indústria da Construção CNI/CBIC/FIERN, realizada entre os dias 1º e 10 de março de 2021, mostram que o declínio do nível de atividade do setor experimentou um leve amortecimento em fevereiro. Dessa forma, o nível da atividade manteve-se abaixo do padrão considerado usual para o mês, tendência que vem sendo observada desde fevereiro de 2013, como mostra a série histórica mensal da Sondagem.

 

Os dados e análise na integra da Sondagem Indústria da Construção de fevereiro estão disponíveis no link:
https://www.fiern.org.br/wp-content/uploads/2021/03/Sondagem-Industria-da-Const_fev2021.pdf

 

As informações na íntegra sobre a Sondagem Nacional podem ser acessadas no link: http://www.portaldaindustria.com.br/estatisticas/sondagem-industria-da-construcao/