Autonomia do Banco Central aumenta credibilidade da instituição, avalia CNI

11/02/2021   13h14

 

Confederação Nacional da Indústria (CNI) avalia que a autonomia do Banco Central (BC) aumentará a credibilidade da instituição e a eficácia da política monetária. De acordo com o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, a aprovação do projeto de lei complementar 19/2019 contribuirá para o maior controle da inflação e possibilitará que esse controle seja feito por meio de taxas de juros mais baixas.

 

“A nova legislação colocará o Brasil em linha com a experiência internacional. O BC autônomo também é importante para a adesão do Brasil na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento (OCDE), grupo de países que segue padrões de governança considerados de excelência”, afirma Robson Andrade. “Esse tipo de avanço institucional é também uma prova da robustez da democracia brasileira”, acrescenta.

 

Dados do The Bank of England (Banco da Inglaterra) mostram que o Brasil é o único que não adota o modelo de autonomia operacional da sua maior autoridade monetária, entre 27 importantes economias do mundo que trabalham com metas de inflação.

 

Da Agência CNI de Notícias

 

Postagem: JL-UnicomFIERN