Cidade da Moda, em Acari, promete fomentar indústria têxtil do Seridó Potiguar e economia do RN

22/03/2022   17h23

 

A bela Acari, na região do Seridó Potiguar, já conhecida por sua limpeza e hospitalidade, pelo Açude Gargalheiras e pelos prédios históricos, terá, em breve, mais um motivo para ser lembrada no RN e no país: a Cidade da Moda. O município irá receber um empreendimento com investimentos do Governo Federal, que integra a Estratégia Rotas de Integração Nacional, para fortalecer os arranjos produtivos têxteis na região do Seridó. Será um investimento da ordem de R$ 19 milhões, com o potencial para gerar quatro mil empregos diretos e indiretos.

 

O prefeito de Acari, Fernando Antônio Bezerra, destacou a importância da escolha do município como sede da Cidade da Moda. “Acari é muito bem localizada sob todos os aspectos. Tem força de trabalho qualificada e disponível”, disse.

 

A estimativa é que sejam gerados quatro mil empregos (mil diretos e três mil indiretos) no município e região Seridó. “Em Acari, são 18 empresas na área. Mas no Seridó todo, aproximadamente, mais de 100 empresas somente com confecções e bonelaria”, informou Fernando Bezerra.

 

Segundo o gestor, a chegada da Cidade da Moda é algo muito positivo. “Somente uma das empresas que compram serviços no interior do estado investiu, em 2021, algo em torno de R$ 70 milhões. Dos quais relevante montante ficou no Seridó, garantindo trabalho e renda para centenas de pessoas que, dignamente, residem e produzem em diversas cidades que, com tal atividade, mesmo com a estiagem e a pandemia da Covid-19, resistiram economicamente”, concluiu.

 

A ordem de serviço da Cidade da Moda foi assinada pelo ministro do Desenvolvimento Regional (MDR), Rogério Marinho, e o prefeito de Acari em solenidade realizada nesta semana (leia aqui).

 

A produção de vestuário e confecções de Acari faz parte da articulação Pró-Sertão e vem crescendo no segmento da indústria de confecções. O programa foi pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico), em parceria com a Federação das Indústrias do RN (FIERN) e Sebrae/RN.

 

Pró-Sertão
O Programa de Interiorização da Indústria Têxtil (Pró-Sertão) tem como objetivo contribuir para a geração de emprego e renda em municípios localizados em regiões de baixo desenvolvimento econômico, apoiando a implantação de novas empresas de confecções no Rio Grande do Norte.

 

Trata-se de um programa que está levando a industrialização ao interior do estado, principalmente na região do Seridó Oriental, contando com a implantação de pequenas e microempresas de facção de vestuário para atender à demanda de grandes fabricantes de confecções.

 

Desta forma, o Pró-Sertão fomenta o desenvolvimento local de realidades que dispunham de baixa oferta de emprego para os residentes e modificam positivamente o panorama da geração de emprego e renda.