Confiança da indústria potiguar recua pelo segundo mês seguido

21/10/2019   16h14

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) do Rio Grande do Norte recuou de 57,0 para 56,1 pontos na passagem de setembro para outubro, mas permanece acima da linha
divisória de 50 pontos, revelando empresários confiantes (valores acima de 50 pontos indicam confiança). Ainda assim, o ICEI chegou ao maior valor para um mês de outubro desde 2013,
quando o indicador chegou a 56,7 pontos.

 

Ressalte-se que a queda no nível de confiança reflete a combinação de piora tanto nas condições correntes de negócios quanto nas expectativas menos otimistas para os próximos seis meses. Os empresários da Construção se mostram neutros (nem mais nem menos confiantes), enquanto os das Indústrias Extrativas e de Transformação revelam confiança em menor intensidade. No que diz respeito aos portes de empresa pesquisados, observa-se que as médias e grandes indústrias permanecem confiantes, ainda que com moderação; enquanto as pequenas passaram demonstrar falta de confiança.

 

O ICEI nacional, alcançou 59,3 pontos em outubro, ficando 0,1 ponto abaixo do índice de setembro (59,4 pontos). De acordo com a CNI, o ICEI vem se mantendo praticamente no
mesmo nível desde agosto. Esse resultado, entretanto, mostra que a confiança do empresário industrial segue elevada. De fato, o índice encontra-se 4,8 pontos superior à sua média
histórica (54,5 pontos) e 5,6 pontos acima do valor de outubro de 2018 (53,7 pontos). Já a confiança dos empresários da região Nordeste, subiu 1,0 ponto em outubro, passando de 58,8
para 59,8 pontos, acumulando crescimento de 4,3 pontos entre junho e outubro de 2019.

 

Para ler a íntegra da pesquisa acesse: https://www.fiern.org.br/wp-content/uploads/2019/10/ICEI_out2019-1.pdf

 

Atualização: Jô Lopes – Unicom/Sistema FIERN