CTG Brasil apresenta projeto de inovação em energia solar desenvolvido com o ISI-ER

9/03/2022   08h51

Executivos da CTG Brasil com parte da equipe do ISI-ER: Projeto de inovação com o Instituto visa aumentar a confiabilidade e eficiência de usinas de geração solar

 

A CTG Brasil, uma das líderes em geração de energia limpa no país, apresenta nesta quarta-feira (09) detalhes do projeto de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P,D&I) em energia solar, que executa com o Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis (ISI-ER), a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a Universidade Estadual Paulista (Unesp).

 

A apresentação, intitulada “Avaliação do Desempenho de Módulos Fotovoltaicos Bifaciais incluindo as fases de mapeamento, envelhecimento e a geração dos dados”, será realizada a partir das 15h30 no painel “Transição Energética” do Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria.

 

O evento é promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae), com correalização do SENAI, do SESI e do IEL.

 

A apresentação terá transmissão online, no Espaço Talks, do Congresso, a partir das 15h30. A inscrição e o acesso são gratuitos, no site https://www.congressodeinovacao.com.br/.

 

O projeto
De acordo com informações já divulgadas pela CTG Brasil, o projeto de inovação, iniciado em 2020, tem duração prevista de dois anos e visa aumentar a confiabilidade e eficiência de usinas de geração solar no Brasil.

 

O objetivo é melhorar a previsibilidade de desempenho de usinas fotovoltaicas, aumentar a produtividade e estender a vida útil dos equipamentos, com potencial de reduzir entre 5% e 10% o custo de geração da fonte.

 

O projeto de Pesquisa e Desenvolvimento recebeu aporte de R$ 7,5 milhões e representou o maior investimento individual de P&D da empresa em 2020.

 

A UFSC é responsável pela avaliação de diferentes tecnologias de painéis bifaciais e pela implantação de uma nova usina laboratório de 50 kilowatts (kW).

 

A avaliação dos inversores, por sua vez, fica a cargo da Unesp, no Laboratório de Eletrônica de Potência, localizado em Ilha Solteira (SP).

 

Paralelamente, o ISI-ER, no Rio Grande do Norte, avalia as condições climáticas e de desempenho em cinco estações climáticas e solarimétricas no Nordeste.

 

O Congresso de Inovação é promovido por CNI e Sebrae, com correalização do SENAI, do SESI e do IEL

 

O painel em que o projeto será apresentado no Congresso está inserido na programação do Summit SENAI P&D + Impacto, que reunirá 25 cases de projetos inovadores, desenvolvidos pela indústria e pelos Institutos SENAI de Inovação e Tecnologia.

 

As iniciativas serão apresentadas em seis blocos temáticos, nas áreas de saúde: acessível, transição energética, recursos renováveis, economia circular, cadeia de valor digitalizada e aliança para a indústria 4.0.

 

O espaço também terá a demonstração de 07 protótipos dos cases do Summit, além de uma simulação hiper-realista de ataques cibernéticos a um processo industrial com ações de defesa em tempo real, demonstrando, na prática, a importância da segurança cibernética nas empresas.

 

SAIBA MAIS – Habitat de Inovação
O projeto de inovação na área de geração solar não é a única parceria entre a CTG Brasil e o ISI-ER. Em outubro do ano passado, a empresa se instalou no Habitat de Inovação do Hub de Inovação e Tecnologia (HIT) do SENAI-RN, em Natal, mesma ocasião em que lançou a Missão Estratégica Hidrogênio Verde, para apoiar projetos de P&D em hidrogênio, no Brasil.

 

A chamada pública foi coordenada pelo Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis e teve três iniciativas selecionadas pela empresa, entre as 31 propostas inscritas. As pesquisas serão desenvolvidas em até quatro anos. Clique aqui para saber mais.

 

SOBRE O ISI-ER
O Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis (ISI-ER) faz parte da maior rede privada de institutos de pesquisa, desenvolvimento e inovação criada no Brasil para atender as demandas da indústria, composta por 26 Institutos SENAI de Inovação. A Rede tem como foco a pesquisa aplicada, o emprego do conhecimento de forma prática no desenvolvimento de novos produtos e soluções customizadas para as empresas ou de ideias que geram oportunidades de negócios. Desde que foi criada, em 2013, mais de R$ 1,2 bilhão foram mobilizados em 1.332 projetos de PD&I. O ISI-ER está em operação no Hub de Inovação e Tecnologia (HIT) do SENAI-RN em Natal desde 2018, e foi oficialmente inaugurado em junho de 2021, com a conclusão das instalações e a operação plena dos laboratórios.