MAIS RN monitora avanço da COVID-19 no RN com dados da SESAP e LAIS/UFRN

8/04/2020   14h32

O MAIS RN 4.0, versão digital do programa lançada no último dia 31 de março, está em constante atualização para um panorama real da evolução dos casos da COVID-19 no Rio Grande do Norte. Para isso, além dos boletins divulgados pela Secretaria de Saúde do RN (SESAP), o Painel de Observação do COVID-19 no RN (Power BI) passa a contar com os dados fornecidos pelo Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LAIS/UFRN). A nova parceria foi firmada esta semana e permite acesso a dados oficiais do sistema nacional de monitoramento do novo coronavírus do país.

 

 

As informações podem ser acompanhadas pela página do Mais RN https://www.fiern.org.br/painel-covid19-rn/ e no portal da FIERN https://www.fiern.org.br/coronavirus/.

 

 

“Com a inclusão dos dados tratados pelo LAIS, temos uma visão mais ampla uma vez que o laboratório de inovação em saúde é um dos que estão ligados ao sistema nacional e, por isso, obtém informações em tempo real dos casos, com detalhamento de faixa etária, comorbidades e estratificação social dos casos”, observa o coordenador do MAIS RN, José Bezerra Marinho. Com isso, o BI é atualizado a cada 3 horas, salvo nova atualização das fontes nesse intervalo.

 

 

 

Um nova atualização do portal do MAIS RN é prevista para esta semana e deve contemplar um acervo jurídico (decretos estaduais acerca do ao COVID-19, medidas fiscais estaduais de enfrentamento a crise e normativas federais); um conjunto de pesquisas econômicas (pesquisas gerais sobre cenário econômico do Brasil, das empresas, de avanço da doença, sondagens diversas); Pesquisas Industriais sobre Brasil e Rio Grande do Norte (especialmente as elaboradas pela CNI que acompanha a situação, bem como as do setor econômico da FIERN que ajuda a compreender o impacto sobre o nosso estado) e material multimídia.

 

 

 

A atualização contará com vídeos, podcasts e multimídia. Serão realizadas reuniões virtuais, por meio da Sala de Situação – um canal de diálogo com a indústria que integra a plataforma digital do MAIS RN 4.0 – COVID 19 -, com participação de empresários das mais diversas atividades econômicas a fim de ouvir como eles têm enfrentado esse momento, promover o intercâmbio de ideias e possibilidades de enfrentamento da crise gerada pela pandemia.

 

 

O coordenador do MAIS RN antecipa que está prevista a participação do presidente da FIERN, Amaro Sales de Araújo, nestas reuniões com empresários. “Estarei como mediador dessa reunião que o presidente terá com empresários para debater sobre as iniciativas adotadas pelas indústrias e coletar sugestões que possam ser encaminhadas e discutidas com o poder público”, disse José Bezerra Marinho.

 

 

 

A equipe técnica do Mais RN, observa o assessor técnico de Economia e Pesquisa da FIERN , Pedro Albuquerque, tem ouvido sugestões e constantemente atualiza esteticamente o painel (dashboard) a fim de atender as necessidades do público que o acessa. “A partir dessa atualização no portal, a ideia é que se crie um hub de informações”, afirma Pedro Albuquerque.

 

 

 

 

Nesta primeira semana, a opção de contato direto com a equipe técnica via “Sala de Situação” tem recebido demandas, entre sugestões e perguntas sobre economia.

 

 

MAIS RN

Considerado o principal plano de desenvolvimento estratégico do Rio Grande do Norte de longo prazo, o MAIS RN ganhou a versão digital. A plataforma passa a atuar no tratamento de dados da evolução da COVID-19 no Estado, por meio da tecnologia Power BI, além de ser um espaço de interação com empresários e de proposição de ações, com a Sala de Situação. O Mais RN, em sua versão digital, é de fácil navegação com forte apelo à interatividade. Uma ferramenta para uso nos desafios diários de empresários, gestores públicos, políticos e estudiosos.

 

 

Idealizado e coordenado pela FIERN e contando com a participação de inúmeros parceiros, o MAIS RN é o mais abrangente estudo já realizado sobre os caminhos do desenvolvimento socioeconômico do Rio Grande do Norte. Partindo de um criterioso diagnóstico, o estudo aponta cenários desejados e ameaças futuras, pontos críticos de atenção, atuais e potenciais.

 

 

O documento, elaborado em 2014, trazia 147 ações, sendo 37 prioritárias nas áreas de ambiente de negócios competitivo, infraestrutura e logística, serviços públicos e eficientes e capital humano. O estudo foi atualizado em 2018, com a agenda potiguar 2019-2022, que apontam 40 ações prioritárias com ênfase no equilíbrio fiscal, educação, saúde e segurança. O documento foi entregue aos governantes do Estado, como contribuição aos seus governos.

 

 

O Portal MAIS RN já conta com todo acervo teórico formado ao longo dos anos (edições, mapas, infográficos e notícias), uma ferramenta que auxilia os empresários, trabalhadores e a população do estado em geral.

 

 

Plataforma de monitoramento da COVID-19 do LAIS/UFRN

O Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LAIS/UFRN) desenvolveu um sistema de monitoramento dos casos da COVID-19 no Rio Grande do Norte, chamado “Coronavírus RN”. Desenvolvida por uma equipe de pesquisadores do laboratório, a plataforma apresenta gráficos com dados sobre pacientes infectados, casos suspeitos, descartados e número de mortes. A ferramenta reúne dados disponibilizados pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap/RN) e pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Norte Doutor Almino Fernandes (Lacen). O grupo montou ainda uma sala de situação localizada no laboratório, que faz a análise dos dados e alimenta a plataforma com informação. E mostra o “Mapas” com a porcentagem do número de casos confirmados por bairro de Natal. Há ainda a opção número de casos suspeitos e casos confirmados no RN. A função apresenta ainda o número atualizado de casos suspeitos, prováveis, descartados e confirmados da doença.

 

 

Por Sara Vasconcelos, jornalista Unicom/FIERN