SESI Escola São Gonçalo promove ações com pais e estudantes durante o Setembro Amarelo

27/09/2022   16h44

Neste mês em que são realizadas ações do Setembro Amarelo, campanha nacional de conscientização e prevenção ao suicídio, a SESI Escola São Gonçalo do Amarante, por meio do setor de psicologia, organizou as ações para elucidar a temática com a comunidade escolar sejam alunos ou seus familiares.

 

Uma das ações foi a palestra da psicóloga Tatiana Amaral com o tema “Cultivar as amizades é cuidar da vida’’ e que teve como público os estudantes da SESI Escola. Ela abordou sobre ser adolescente em 2022 e o que esperar dessa fase.

 

 

Além disso, falou da manifestação e expressão dos pensamentos, sentimento e emoções, e tratou também a respeito da saúde mental e importância de cuidarmos um dos outros nas atitudes e nos gestos com respeito e empatia.

 

A gerente de Educação do SESI-RN, Karenine Medina, disse que, considerando o número alarmante de suicídio entre jovens, principalmente na adolescência, há o compromisso social junto aos alunos e famílias. “Se faz necessária nossa atuação de forma preventiva enquanto instituição escolar, visando o bem-estar dos nossos alunos e apoio às famílias nesse tema tão delicado e ainda pouco esclarecido para muitos responsáveis e estudantes”, declarou.

 

As palestras ocorreram em dois momentos, com os alunos dos turnos matutino e do turno vespertino, 7º ano do ensino fundamental anos finais até a 3º série do ensino médio.

Para os alunos dos 6º anos as intervenções ocorreram de maneira pontual considerando os cenários de cada turma e suas particularidades.

Já as famílias tiveram um momento especial no sábado (24) com o tema ‘’ O que realmente o meu filho precisa?” mediado pela psicóloga Anne Loyse e a supervisora Pedagógica Edilene Candido.

 

Na ocasião, foram tratado assuntos relevantes da atualidade e que dizem respeito às principais necessidades que foram identificadas em relação aos estudantes, principalmente quanto à saúde mental, autorregulação que é a habilidade de monitorar e modular a emoção, a cognição e o comportamento; relacionamentos; resolução de conflitos e o uso adequado das redes sociais, bem como sobre a relação família e escola as funções e responsabilidade de cada enquanto instituições sociais. “O objetivo do encontro era proporcionar a reflexão sobre as temáticas pertinentes ao processo educativo e as reais necessidades dos nossos estudantes e filhos”, concluiu a gerente de Educação.