Financiamento para inovação da pesca oceânica industrial é tema de reunião entre FIERN, Sindipesca e Caixa Econômica Federal

4/04/2022   18h00

 

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN), Amaro Sales, reuniu-se nesta segunda-feira (4) com representantes da Caixa Econômica Federal (CEF) e do Sindicato da Indústria de Pesca do Estado do Rio Grande do Norte (Sindipesca/RN). Em pauta, uma linha de financiamento para o desenvolvimento e inovação tecnológica da pesca industrial oceânica no Rio Grande do Norte.

 

Amaro Sales explicou que uma das características da indústria no RN é ser diversificada e citou, como exemplo, setores tradicionais como mineração e petróleo, que assim como o setor de alimentos, têm despontado na economia.

 

Ele ressaltou a importância da economia do mar para o estado e como esse desenvolvimento pode contribuir para o setor de pesca no Rio Grande do Norte.

 

O presidente do Sindipesca-RN, Gabriel Calzavara, comentou que é muito importante discutir o projeto do salto tecnológico da frota oceânica do RN. “É algo que temos tentando viabilizar há alguns anos e estamos avançando bastante com a Caixa”, disse.

 

Calzavara mostrou que, dentro da matriz de oportunidade do RN, a pesca oceânica é uma das opções mais viáveis. De acordo com ele, isso representa um salto de qualidade que permite aumentar a competitividade da frota empresarial do estado. “Com embarcações que sejam barcos-fábrica efetivamente em que possa processar a bordo o pescado, que sejam barcos congeladores, com mais autonomia e quando chegar em terra agregar valor ao produto”, explicou.

 

Os representantes da Caixa disseram que vão analisar junto ao banco as possibilidades de financiamento dentro do que foi tratado na reunião na FIERN.

 

Participaram da reunião o superintendente de Rede Varejo, Cleiton Beje, a superintendente Executiva Atacado, Paula Fernanda Lins Oliveira, e o gerente de Clientes e Negócios Atacado, Glenn Cunha.