Certificação Great Place to Work é marco da nova cultura organizacional do IEL

12/01/2024   17h24

 

 

Em um cenário corporativo cada vez mais competitivo, o Instituto Euvaldo Lodi (IEL-RN) celebrou a conquista da certificação Great Place to Work (GPTW), marcando uma significativa transformação em sua cultura organizacional. O reconhecimento destaca o compromisso do instituto em criar um ambiente de trabalho positivo e motivador. A certificação recebida em outubro de 2023 é válida até outubro de 2024 e reforça o compromisso do IEL-RN, entidade do Sistema FIERN, em proporcionar um ambiente de trabalho saudável, colaborativo e motivador para seus colaboradores.

 

O GPTW – Ótimo Lugar para Trabalhar, em tradução livre – é conhecido pelo rigor de sua metodologia, que avalia diversos aspectos do ambiente de trabalho, como cultura organizacional, liderança, oportunidades de crescimento, benefícios e qualidade de vida. A certificação é concedida apenas às empresas que atingem altos níveis de satisfação e engajamento do seu time de profissionais.

 

A certificação do GPTW trouxe uma nova perspectiva para o IEL, destacando o comprometimento da organização em promover um ambiente saudável e propício ao desenvolvimento profissional. A mudança cultural reflete-se no aumento do engajamento dos colaboradores, fortalecendo os laços entre equipe e o instituto, destaca o superintendente regional, Juan Saavedra. “Essa certificação trouxe uma nova perspectiva para a nossa organização, mostrando que estamos comprometidos em criar um ambiente de trabalho positivo e motivador”, disse.

 

De acordo com ele, para conquistar a certificação, o IEL implementou diversas iniciativas a partir de 2022, contribuindo para esse reconhecimento. Investimentos em programas de desenvolvimento profissional, treinamentos, capacitações, além de ações de reconhecimento, premiações e eventos especiais, foram fundamentais nesse processo. “Promovemos ações de reconhecimento e valorização, como premiações e eventos especiais. Criamos um espaço de descompressão e implantamos a massoterapia para a equipe”, detalha Saavedra.

 

O relacionamento com instituições parceiras como Fundação Getúlio Vargas (FGV) e a Insper, instituições de ensino e pesquisa, referências no Brasil auxiliam na formação dos colaboradores, que têm a oportunidade de crescer profissionalmente dentro do mesmo ambiente de trabalho. “Investimento em capacitações de curto, médio e longo prazo por meio de players”, comenta o superintendente.

 

A liderança do IEL desempenha um papel crucial na construção de um ambiente de trabalho positivo, o que contribuiu para o bom resultado adquirido com a certificação Great Place to Work. A direção regional, juntamente com o corpo técnico do instituto promove uma cultura de transparência, comunicação aberta e valorização dos colaboradores, comenta Juan Saavedra. “Acreditamos que uma liderança inspiradora e comprometida é essencial para promover a satisfação e o engajamento dos funcionários”, declarou.

 

A certificação também teve um impacto significativo na atração e retenção de talentos no instituto. O reconhecimento como excelente lugar para trabalhar torna a organização mais atrativa para profissionais qualificados, enquanto a satisfação e engajamento dos colaboradores contribuem para a manutenção dos colaboradores já atuantes. “Além disso, a certificação nos ajuda a reter nossos talentos, pois os colaboradores se sentem valorizados e engajados em fazer parte de uma empresa que se preocupa com seu bem-estar”, completa o superintendente regional.

 

Diversas práticas foram adotadas pelo IEL para melhorar a qualidade de vida no trabalho e a felicidade dos colaboradores. Foram feitos investimentos em capacitação, criação de espaços de descompressão, cuidados com a ergonomia e ferramentas de trabalho adequadas, além de ações de bem-estar, como massoterapia, que contribuíram para criar um ambiente positivo e merecedor da certificação CPTW.

 

De acordo com o superintendente, as perspectivas do IEL em relação ao desenvolvimento contínuo do ambiente de trabalho são otimistas. A organização está comprometida em manter e aprimorar seu status de Great Place to Work, investindo em programas de desenvolvimento, ouvindo os feedbacks dos colaboradores e promovendo uma cultura inclusiva e diversificada.

 

“Sabemos que a certificação do GPTW é um reconhecimento contínuo, que exige um trabalho constante de melhoria. Estamos comprometidos em manter e aprimorar nosso status de Great Place to Work, investindo em programas de desenvolvimento, ouvindo atentamente os feedbacks dos colaboradores e promovendo uma cultura inclusiva e diversificada”, disse.

 

Durante o processo de busca pela certificação, no entanto, o IEL enfrentou desafios, como a necessidade de promover uma mudança cultural e alinhar todas as áreas da organização. O instituto superou esses obstáculos por meio de um trabalho conjunto de todas as equipes, focando na melhoria contínua, no comprometimento com os valores e princípios do GPTW, segundo o superintendente.

 

Além disso, a inclusão e a diversidade, fatores avaliados pelo GPTW, são prioridades para o instituto. Ações de conscientização, treinamentos e incentivo à participação de todos os colaboradores em projetos e decisões destacam o esforço contínuo da organização nesse sentido. “Promovemos ações de conscientização e treinamentos e incentivamos a participação de todos os colaboradores em projetos e decisões da empresa”, afirma.

 

Juan Saavedra comenta que o sucesso da certificação será medido ao longo do tempo por meio de pesquisas de clima organizacional e avaliações de satisfação dos colaboradores. Planos futuros incluem investir em programas de desenvolvimento, ações de reconhecimento e valorização, além de ouvir atentamente os feedbacks dos colaboradores para manter e aprimorar o status de Great Place to Work.

 

A certificação atesta o compromisso do IEL-RN em incentivar a inovação, a educação e reter talentos. Essa busca incessante para oferecer serviços de ponta à sociedade e a indústria tem se refletido dentro do próprio instituto, através de um ambiente acolhedor para seus colaboradores que, mais motivados, retornam esse trabalho ao estado.

 

Texto: Líria Paz