SENAI-RN forma nesta quinta primeira turma exclusiva de mulheres na refrigeração

16/11/2023   12h44

 

O Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER), do SENAI-RN, forma, nesta quinta-feira (16), a primeira turma exclusiva de mulheres para atuação profissional no setor de refrigeração. O curso teve duração de 160 horas – aproximadamente dois meses – e integra o Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs (PBH), coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA) e implementado pela Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da agência Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH.

 

O encerramento contará com a participação de Amora Vieira, diretora do CTGAS-ER, de Stefanie von Heinemann, consultora e gerente de projetos da GIZ, de Ana Paula Leal, Gerente de Projetos do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, da ONU) e dos analistas ambientais da Secretaria Nacional de Mudança do Clima do Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA), Tatiana Lopes de Oliveira Pereira e Frank Amorim.

 

Treze alunas receberão certificados durante a cerimônia, a partir das 16h30, no Hub de Inovação e Tecnologia do SENAI-RN (Av. Capitão-Mor Gouveia, 2770 – Lagoa Nova, Natal). A formação foi oferecida de forma gratuita.

 

 

 

O incentivo à educação profissional das mulheres está alinhado às estratégias do SENAI-RN com foco nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), em prol de avanços em áreas como oferta de educação de qualidade, redução das desigualdades e igualdade de gênero.

 

Também está inserido em esforços relacionados ao Pacto Global de Direitos Humanos, Trabalho, Meio Ambiente e Anticorrupção da Organização das Nações Unidas (ONU), que tem a instituição como signatária.

 

 

Boas práticas

 

No campo da refrigeração, o Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs (PBH) tem impulsionado boas práticas na formação profissional que ajudam a combater vazamentos de fluidos refrigerantes de aparelhos de ar-condicionado e possíveis impactos que essas substâncias causariam ao meio ambiente, se lançadas na atmosfera.

 

Os chamados Hidroclorofluorcarbonos (HCFCs), que podem escapar do sistema de refrigeração por falhas em serviços relacionados, por desgastes ou avarias nos equipamentos, estão no rol de gases “destruidores da camada de ozônio” – a camada que protege a Terra dos perigos da radiação ultravioleta do tipo B, proveniente do Sol. São considerados poderosos gases do efeito estufa.

 

SERVIÇO

 

O que: Formatura primeira turma exclusiva de mulheres na refrigeração
Quando: 16.11.2023 (esta quinta-feira)
Onde: Hub de Inovação e Tecnologia do SENAI-RN (Av. Capitão-Mor Gouveia, 2770 – Lagoa Nova, Natal)
Horário: A partir das 16h30

 

Texto: Renata Moura
Foto: Divulgação