Sistema FIERN e 3º Distrito Naval debatem segurança dos mares para investimentos em energia offshore

22/02/2024   16h02

 

O Sistema FIERN e o Comando do 3º Distrito Naval debateram a importância do alinhamento entre o setor produtivo e a Marinha do Brasil para o aproveitamento do potencial de geração de energia eólica offshore no Brasil. O diretor do SENAI-RN, Rodrigo Mello, representou o presidente da FIERN, Roberto Serquiz, em um encontro com o Almirante Reis Leite, comandante do 3º DN, na última terça-feira (20).

 

Para o diretor do SENAI-RN, é natural a interação entre o setor produtivo e a Marinha do Brasil para a discussão sobre o tema. “O Sistema FIERN e o comando do 3º DN, como representantes dessas duas esferas, se juntam nesse debate para o alinhamento de atuações que garantam a soberania do recurso energético do país e a segurança dos investimentos”, afirma.

 

“O Rio Grande do Norte anima todo o mundo pelo seu potencial nesse segmento, mas a atuação no offshore só será bem-sucedida com uma boa relação entre os investidores e a Marinha, que tem o papel fundamental de garantir a soberania nas águas brasileiras, então precisamos avançar nessa integração”, acrescenta Rodrigo.

 

O encontro também contou com a participação do presidente do Cluster Tecnológico Naval do RN e vice-presidente da CNI, Amaro Sales de Araújo, que enalteceu o papel do Rio Grande do Norte na área de energias renováveis. “Neste momento, as instituições que compõem o Cluster Naval do RN têm o objetivo em comum que é o sucesso do Brasil, em especial do Rio Grande do Norte. Acredito que o estado tem muito para oferecer para todo o país e é para isso que trabalhamos”, declara.

 

O Almirante Reis Leite ressaltou a vocação da região para a atividade no offshore e colocou o 3° DN à disposição para o aprofundamento na interação entre Marinha e setor produtivo. “O Nordeste tem uma vocação imensa para essa atividade. Já temos atividades em execução para preparar as ações da Marinha no apoio a esse segmento”, comenta.

 

Também participaram da reunião Daniel Lana Penteado, secretário executivo do Cluster Tecnológico Naval do RN; Antônio Medeiros, gerente de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação do SENAI-RN; e Carlos Moura, engenheiro do SENAI-RN.

 

 

Cluster Tecnológico Naval do RN

Organizado como um arranjo produtivo local, o Cluster do RN tem como princípio a promoção da sinergia e a geração de negócios entre os atores envolvidos direta e indiretamente com a Economia do Mar no Rio Grande do Norte, por meio da interação sistêmica entre Academia, Iniciativa Privada e Governo, criando um amplo espaço de consenso e promovendo o desenvolvimento econômico e social da região.

 

A Associação do Cluster Tecnológico Naval do Rio Grande do Norte (ACTN-RN) foi fundada em 14 de dezembro de 2022, na Casa da Indústria, pela Federação das Indústrias do RN (FIERN), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial no RN (SENAI-RN), Cooperativa de Produção e Serviços da Cadeia Produtiva da Pesca e Aquicultura do Brasil (Coopesbra), Empresa Gerencial de Projetos Navais (Emgepron), 3R Petroleum e Intermarítima Portos & Logística.