Unidade de Mercado do Sistema FIERN lidera ranking nacional de desempenho da CNI

21/12/2023   15h57

 

A Confederação Nacional da Indústria (CNI), por meio de sua Unidade de Mercado (Unimercado), realiza um ranking mensal com os Departamentos Regionais das federações de indústrias de todo país no tocante ao crescimento de resultados. No último levantamento, referente ao período de 2022 a 2023, a Unidade de Mercado do Rio Grande do Norte se destaca em primeiro lugar.

 

“A média de crescimento nacional foi de 22%, e o Rio Grande do Norte, neste período de julho, agosto, setembro e outubro, cresceu 55%, ou seja, muito além da média nacional”, explica o gerente da Unidade de Mercado da FIERN, Manoel Ribeiro.

 

 

O ranking é um dado interno da Confederação Nacional da Indústria que costuma ser apresentado nas reuniões de Conselhos e de Diretoria. O destaque foi apresentado na última reunião com presença do presidente da CNI, Ricardo Alban.

 

Sobre os dados, Manoel Ribeiro, acrescenta que outro fator importante é o crescimento em número de atendimento CNPJs. “No ano passado, neste período, a gente tinha atendido 1.206 empresas, e esse ano, no mesmo período, a gente atendeu 3.126 empresas. É um crescimento assustador, não só de receita de serviço, ou seja, de vendas, efetivamente, mas também no atendimento aos CNPJs de indústrias”, completa.

 

 

A reestruturação da Unidade de Mercado no RN começou na gestão do presidente Amaro Sales e contou com apoio e continuidade sob a nova gestão do presidente Roberto Serquiz. Antes, a coordenação da unidade tinha à frente o superintendente regional do SESI-RN, Juliano Martins, que muito contribuiu para os resultados positivos. Atualmente, a unidade está vinculada à Coordenadoria executiva de relações institucionais e com o mercado do Sistema FIERN, dirigida por Ana Adalgisa Dias.

 

Ana Adalgisa explica que a Unidade Mercado finalizou o ano de 2023 com um número bastante positivo. “Primeiro lugar no Brasil, com o número de vendas da unidade e a gente teve um incremento desses valores, mais de 30% comparado a 2022. As perspectivas de 2024 são ainda melhores, com a motivação da equipe e a gente também usando a inteligência de mercado”, diz.

 

Para esse crescimento, a coordenadora destaca a maior busca por sistemas de inteligência para monitorar, fazer uma busca e uma integração maior das casas com a indústria, identificando onde tem indústria no Rio Grande do Norte para oferecer serviços do SESI, SENAI, IEL e Federação, visando fortalecer o vínculo com os sindicatos.

 

“Para 2024, o Sistema com certeza vai continuar esse ritmo de números bastante positivos, inclusive em nível nacional, mas principalmente fazendo a integração maior entre as casas e as indústrias, que é uma das grandes bandeiras da gestão do presidente Roberto Serquiz”, conclui Ana Adalgisa.

 

Texto: Jô Lopes
Edição: Sara Vasconcelos
Fotos: Unidade de Mercado e FIERN